Vasco da Gama × na web de torcedores da Vasco da Gama.
Vasco da Gama
A rede social de torcedores do
Vasco da Gama

hino do vasco da gama

Quer criar um artigo? Tente procurar no Buscador o artigo que deseja criar para comprovar que ainda não existe. Em caso de não existir, você poderá criá-lo

Denúncia

Por favor, insira o motivo de denúncia do artigo

Por favor, copie e cole os parágrafos denunciados para ajudar a localização do artigo denunciado. Obrigad@.

hino do vasco da gama

Enviar a um amigo

O Vasco da Gama possui registros de três hinos criados ao longo de sua história. Entre eles, um Hino do Vasco da Gama é o não oficial (popular) e os outros dois são hinos oficiais do Vasco. 

O 1º Hino do Vasco da Gama, conhecido como Hino Triunfal do Vasco da Gama e escrito por Joaquim Barros Ferreira da Silva, foi criado e ofercido ao Clube em 1918. o 2ª Hino do Vasco da Gama foi composto antes de 1949 e o Hino popular do Clube foi composto na década de 40 e é o Hino do Vasco da Gama mais conhecido entre os torcedores, composto pelo grande artista Lamartine Babo.

 

HINO DO VASCO DA GAMA (atual)


(Autor: Lamartine Babo - decada de 40)

Vamos todos cantar de coração
A cruz de malta é o teu pendão
Tens o nome do heróico português
Vasco da Gama... tua fama assim se fez

Tua imensa torcida é bem feliz
Norte-Sul, Norte-Sul deste país
Tua estrela, na terra a brilhar
Ilumina o mar

No atletismo és um braço
No remo és imortal
No futebol és um traço 
De união Brasil-Portugal

O PRIMEIRO HINO OFICIAL DO VASCO DA GAMA


(Autor: Joaquim Barros Ferreira da Silva - 1918)

Clangoroso apregoa, altaneiro 
O clarim estridente da fama 
Que dos clubes do Rio de Janeiro 
O invencível é o Vasco da Gama 
Se vitórias já tem no passado 
Glorias mil há de ter no porvir 
O seu nome é por nós adorado 
Como estrela no céu a fulgir!

Refrão:
Avante então
Que pra vencer 
Sem discussão 
Basta querer 
Lutar, lutar 
Os vascaínos 
De terra e mar 
Os paladinos

É mundial 
A sua fama 
Vasco da Gama 
Não tem rival 
Mais uma glória 
Vai conquistar 
Lutar, lutar 
Para a vitória

O SEGUNDO HINO DO VASCO DA GAMA


(Música de Ernani Corrêa e Letra de João de Freitas. Composto em ano desconhecido.)

MEU PAVILHÃO

Vasco da Gama evocas a grandeza
Daqui e d'além mar
Teu pavilhão refulge de beleza
Perene a tremular!

Dos braços rijos de teus filhos,
O mar sagrou-te na história!
Reflete pelos céus em forte brilho
O cetro que ostentas da vitória!

Na cancha és o pioneiro!
És o mais forte entre os mil!
Com a fama que ecoa no estrangeiro
Elevas o esporte do Brasil!

Sobre os peitos leais, vascaínos 
Brilha a Cruz gloriosa de Malta 
Corações varonis, leoninos 
Que o amor pelo Vasco inda exalta.

Quando o Vasco em qualquer desafio 
Lança em campo o seu grito de guerra 
Invencível, nervoso arrepio 
Faz tremer o rival e a terra!

Página criada por romaria com a colaboração de nilda7.

É provável que esse artigo contenha material da Wikipedia esse material se utiliza de acordo com os termos da licença livre de documentação GNU