Vasco da Gama × na web de torcedores da Vasco da Gama.
Vasco da Gama
A rede social de torcedores do
Vasco da Gama

o vasco nosso de cada dia - 07.02

Quer criar um artigo? Tente procurar no Buscador o artigo que deseja criar para comprovar que ainda não existe. Em caso de não existir, você poderá criá-lo

Denúncia

Por favor, insira o motivo de denúncia do artigo

Por favor, copie e cole os parágrafos denunciados para ajudar a localização do artigo denunciado. Obrigad@.

o vasco nosso de cada dia - 07.02

Enviar a um amigo

Em 7 de fevereiro de 1982, um domingo, a pauta do Vasco foi golear o Nacional, de Manaus, por 4 x 0, pela primeira fase do Campeonato Brasileiro. Assistido por 18.099 pagantes, o embate foi apitado por Newton Martins (PR) e teve três gols no primeiro tempo: Roberto Dinamite, aos 13 e aos 33 minutos, e Dudu, aos 43. Na etapa final, Cláudio Adão acabou de afogar o "Naça", aos 44. Antônio Lopes era o treinador e o time foi: Mazaropi; Galvão, Rondinelli, Ivan e Pedrinho2; Serginho, Dudu e Cláudio Adão; Wilsinho (Da Costa), Roberto Dinamite e Marquinho.
  
Do Norte, para o Nordeste. Em 7 de fevereiro de 1965, o Vasco foi a Pernambuco disputar o "Troféu 50 Anos da Federação Pernambucana de Futebol". Venceu o Santa Cruz, por 2 x 0, em um domingo, no Estádio Adelmar Carvalho, sob apito de Sebastião Rufino e sacudidas no barbante por conta de Luizinho Goiano, aos 2 e aos 7 minutos.Naquele dia em que o treinador Zezé Moreira usou Levis, Joel, Caxias, Fontana e Barbosinha; Maranhão e Lorico (Quincas); Luizinho (Joãozinho), Saulzinho (Mário "Tilico"), Célio e Zezinho, os dois clubes formaram um "time de duelos",  11 jogos, desde o primeiro, em 29 de março de 1936,  amistoso em que o Vasco mandou 6 x 2.

Do Nordeste para o Sul - No 7 de fevereiro de 1958, a vítima foi o São Paulo,  da cidade gaúcha de
Rio Grande. A turma lá do extremos sulistas do país já havia convidado a moçada de São Januário para dois amistosos, quando perderam, por 4 x 1, em 23 de março de 1950, e por 3 x 0, em 17 de fevereiro de 1957.
Em 1958, não dava mesmo pra encarar. O timaço cruzmaltino, que seria campeão do Torneio Rio-São Paulo e carioca, mandou impiedosos 8 x 1. Sem dó! Depois daquilo, os dois times só se viram uma vez, em 29 de junho de 1977, quando ficaram no 1 x 1. 07.02.1965 – Vasco 2 x 0 Santa Cruz-PE; 07.02.1981 – Vasco 1 x 1 Ponte Preta; 07.02.1987 – Vasco 1 x 1 Benfica-POR; 07.02.1981 – Vasco 1 x 1 Ponte Preta-SP; 07.02 -1982 – Vasco 4 x 0 Nacional-AM; 07.02.1990 - Vasco 2 x 1 América de Três Rios.
TUDO EM CASA - Em partidas caseiras, a vitória do 7 de fevereiro foi em 1990, por 2 x 1, sobre o América de Três Rios,  em uma quarta-feira, pelo primeiro turno do Estadual-RJ, a Taça Guanabara. Rolou em São Januário, com 4.031 pagantes. Cláudio Gonçalves Garcia apitou e Sorato, aos 12 minutos do primeiro tempo e aos 44 do segundo tempo balançou as redes pelo Vasco, que era treinado pr Alcir Portella e formou com: Acácio; Ayupe, Marco Aurélio, Quiñonez e Mazinho; Zé do Carmo, Marco Antônio Boiadeiro, Bismarck e William (Roberto Dinamite); Bebeto e Sorato.
Página criada por zenardo

É provável que esse artigo contenha material da Wikipedia esse material se utiliza de acordo com os termos da licença livre de documentação GNU